Slide toggle

Administração

CONDOMÍNIOS BUSCAM ALTERNATIVAS PARA ECONOMIZAR E ACABAR COM A FALTA D’ÁGUA

Alguns condomínios de Fortaleza procuram maneiras de reduzir o consumo de água. A medida foi tomada após a nova meta de redução de água ser iniciada, neste último domingo. Aplicada pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), a meta passou de 10% para 20%. “A gente tentou economizar na meta inicial, mas não conseguimos”, conta Eusébio João Fonteles, de 50 anos, síndico de um condomínio com 28 casas.

O condomínio onde Fonteles mora tem hidrômetros individualizados (alternativa indicada para combater o desperdício), mas a conta de água das áreas comuns, como o salão de festas, é rateada. Antes da aplicação da primeira tarifa de contingência, em dezembro de 2015, o valor da conta coletiva era de R$ 900. A cobrança, segundo ele, já chegou a R$ 2.100 com a meta de redução — um aumento de mais de 130%. “Pensamos em partir para os poços”, projeta.

De acordo com o vice-presidente de Comunicação do Sindicato de Habitação (Sincovi), Wilson Braga, a situação de Fonteles não é rara. Ele conta que um doscondomínios gerenciados pela entidade, com 120 unidades, teve um aumento de mais de 80%. “Nesse caso, o prédio usava poço. Mas, como ele secou devido à estiagem e foi na mesma época da tarifa, teve esse aumento”. O valor subiu de R$ 9 mil para R$ 17 mil.

Mesmo com medidas simples para tentar economizar, como a implantação de garrafa pet na caixa acoplada ao vaso sanitário, alternativas mais drásticas têm de ser tomadas. Foi o caso do condomínio onde mora Lucimar Alves, 53, no João XXIII. Síndica, ela optou por racionar água três vezes por semana por 24 horas. “A gente tem cisterna. Mas eu desligo o motor para economizar”. A conta variava entre R$ 20 mil e R$ 25 mil antes da tarifa de contingência inicial. O número de apartamentos no prédio é de 352. Com a taxa, os valores ultrapassaram a meta, somando R$ 1,5 mil excedentes. “Falta pouco para a gente conseguir bater a meta. Racionamento foi uma solução. Com a tarifa em 20%, a gente tem que pensar em mais alternativas”.

O contingenciamento de água em condomínios da Capital e RMF motivou o Sincovi a realizar ontem, no Hotel Gran Marquise, encontro com cerca de 150 síndicos da Grande Fortaleza. “A intenção é o debate sobre a crise hídrica do Estado (que está em seu quinto ano consecutivo de seca) e alternativas para contornarmos essa situação”, explicou Wilson Braga. Segundo ele, alguns síndicos já levantam a hipótese da compra d’água de carros-pipa em vez do recurso da Cagece.

Poços profundos

Conforme o geólogo e pesquisador Itabaraci Cavalcante, palestrante no evento, o problema em águas de carros-pipa e poços profundos “não é a quantidade, e sim a qualidade”. “A água subterrânea sempre foi utilizada, mas demanda análise”. Apesar de a construção de poço ser estratégia para driblar o racionamento, Cavalcante indica a importância da economia pelo consumidor. “Tudo depende da educação. Falta uma política incisiva do Governo de ‘ei, vai faltar água na sua torneira’”, indica.

Segundo o diretor de Planejamento da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), Ubirajara Patrício, é preciso solicitar outorga à Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH) para a construção e uso de recursos de poços. “Se fizer uma perfuração de forma desordenada pode ocorrer a salinização daquela água, prejudicando o aquífero. É preciso ver todas as condições técnicas para essa alternativa”.

ECONOMIA DE ÁGUA EM CONDOMÍNIOS

O racionamento de água iniciado em Vitória nesta última quinta-feira (22) fez com que alguns condomínios da cidade adotassem medidas para contribuir para que a economia aconteça. Dentre as mudanças adotadas estão a capitação da água da chuva até a interdição de áreas comuns do condomínio.

Em diversos condomínios, para que se evite o desperdício, foi proibida a realização de eventos no salão de festas até o período de racionamento acabar.

No condomínio Residencial Clube de Jardim Camburi, estão sendo adotadas as mesmas medidas de economia de água de 2015. A leitura do hidrômetro é feita diariamente e o controle é rígido. Segundo o síndico deste condomínio, se o consumo aumentar por mais de três dia seguidos, é feita uma inspeção nos apartamentos. “Por causa desse monitoramento, a gente acaba descobrindo vazamentos ou uso indevido de água dos moradores” afirma o síndico Marciano Ferreira.

Alguns condomínios já possuem uma construção mais sustentável, com sistemas de captação de água da chuva e do ar-condicionado, o que ajuda bastante na redução do consumo.

ECONOMIA DE ENERGIA EM CONDOMÍNIOS

A missão dentro dos condomínios quando o assunto é energia elétrica é apenas uma: fazer a maior economia possível. Se esta atitude já é comum em tempos de pleno fornecimento elétrico, neste período de racionamento que agora vivemos se torna ainda mais importante economizar energia no condomínio. A boa notícia é que fazer a redução dos gastos elétricos não precisa ser um bicho de sete cabeças.

Com o avanço constante da tecnologia, torna-se ainda mais simples estimular o consumo consciente dos recursos de energia. Para te ajudar a entender a importância de aproveitar melhor a energia elétrica e para que você também economize no seu condomínio, o nosso artigo de hoje traz dicas valiosas. Acompanhe-as a seguir!

O gasto dos elevadores

A iluminação interna da cabine dos elevadores sociais é uma das maiores fontes de gasto de um prédio. Nos condomínios residenciais, as luzes internas do elevador ficam acesas ininterruptamente por todo o dia, por isso, a dica mais adequada a esse caso é fazer uso de lâmpadas de LED. As lâmpadas de LED têm vida útil muito superior à das lâmpadas comuns e seu gasto energético é consideravelmente menor.

Os elevadores modernos são desenvolvidos de maneira a gastar o menos possível em energia. Há uma dica para modernizar os elevadores, chamada Comando por Inversor de Frequência. Esta medida é capaz de economizar até 40% se comparados aos elevadores com comandos de relês. Isso porque o Comando por Inversor de Frequência envia ao motor dos elevadores apenas a quantidade de energia necessária para fazê-lo funcionar, evitando gastos excedentes.

Também é muito interessante se lembrar de desligar o elevador pela madrugada, quando dificilmente há uso do equipamento. É possível economizar muito em recursos com essa atitude, já que, desligando o elevador, as luzes da cabine são apagadas.

Sensores de presença vs. minuterias

Muita gente desconhece a diferença entre os sensores de presença e as minuterias. Os sensores costumam ser mais eficientes, mas caso haja uma gestão adequada das minuterias, elas podem ser muito eficientes para promover a economia. As diferenças entre os dois dispositivos são as seguintes:

  • Minuterias mantém a iluminação da área social ligada por um período determinado de tempo e podem ser encontradas em dois tipos. O primeiro é o sistema coletivo, que permite ligar a luz de alguns dos andares do prédio ou de todos os andares ao mesmo tempo. Já as minuterias de sistema individual ligam separadamente as lâmpadas de cada andar.
  • Sensores de presença só acendem quando detectam a presença de alguém. Esse acionamento da iluminação pode ser de três tipos: infravermelho, ultrassom ou dual. O infravermelho é extremamente sensível ao calor humano. Já o ultrassom emite ondas que se rebatem de volta para o sensor, acionando o dispositivo e ligando a iluminação. O sensor dual combina os dois tipos anteriormente citados.

Lâmpadas fluorescentes vs. lâmpadas de LED

A lâmpada fluorescente proporciona um consumo muito menor em relação ao das incandescentes, e por isso é largamente utilizada em condomínios. Mas lâmpadas de LED têm dominado o mercado, porque conseguem ser ainda mais econômicas.

Estude o custo-benefício das lâmpadas de LED — algumas chegam a custar cinco vezes mais caro do que as lâmpadas comuns! Ainda assim, sua vida útil é grande e podem ser um bom investimento para o seu prédio.

Pinturas de cores claras

Pintar áreas comuns do condomínio com cores claras pode ajudar na sua economia. Isso porque cores claras criarão um espaço mais iluminado, muitas vezes dispensando o uso de iluminação artificial durante o dia.

Economize água para economizar energia

Para que a água suba para os apartamentos do prédio, é necessária uma bomba, acionada com energia elétrica. Por isso, economizar água pode significar economia de energia. Faça um consumo consciente e evite desperdícios dentro do seu apartamento.

CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS NA CONTRATAÇÃO DE UMA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIOS

Sabemos que a administradora desempenha um papel muito importante dentro do condomínio. Às vezes deixar de contratar uma administradora para economizar determinada quantia poderá se mostrar, no futuro, uma postura muito mais dispendiosa, se houver algum erro ou omissão. Ainda assim é importante que se tenha cuidado na hora de adquirir uma administradora para seu condomínio. Mas porquê? Vejamos agora.

A administradora do condomínio deve ser bem escolhida, para que ela, em vez de solução, não seja um problema a mais para o condomínio. Sendo assim agora vamos citar alguns cuidados para escolher uma administradora: para que se contrate uma boa administradora é importante que se realize uma pesquisa e assim escolha a melhor de todas, leia com atenção o contrato a ser assinado, a lista de serviços prestados, etc.

Assim sendo o síndico deve observar que o valor dos honorários cobrados seja condizente com os serviços prestados. Vale lembrar que nem sempre o mais barato é o melhor para cuidar do patrimônio. Realize pelo menos três orçamentos. Se possível, também solicite indicação para síndicos e moradores satisfeitos de outros edifícios.

 

Após o contrato com a administradora ser fechado, é importante que todas as propostas da administradora sejam apresentadas ao conselho do condomínio. A escolha da administradora é de responsabilidade do síndico, mas a aprovação será pela assembleia geral dos moradores.

PRINCIPAIS FUNÇÕES DE UMA ADMINISTRADORA DE CONDOMÍNIOS

A administradora de condomínios desempenha um papel muito importante dentro do condomínio. Mas mesmo assim muitos ainda não têm conhecimento sobre o como é o trabalho da administradora dentro do condomínio. Sendo assim por este motivo é que vamos falar neste escrito sobre quais as principais funções da administradora dentro do condomínio. Vejamos então.

Existem condomínios que optam por não ter uma administradora de condomínios, porem essa é uma técnica um pouco arriscada por assim dizer, pois administrar um condomínio envolve conhecimento técnicos especializados. Assim sendo a administradora é a melhor opção, já que existe uma série de exigências do poder público que uma única pessoa não conseguiria executar.

Além do mais a administradora possui um corpo jurídico que dá acessória ao síndico do condomínio. Dessa forma se o síndico desejar fazer uma autoadministração é necessário que ele tenha conhecimentos profundos, ou seja ele precisaria no mínimo ser um advogado. No entanto a administradora ela desempenha funções de grande importância dentro do condomínio, tais funções como: assessorar o síndico, convocar as assembleias, apresentar a prestação de contas dentre outras funções que são de grande importância dentro do condomínio.

Assim sendo algumas outras funções como a contratação e a dispensa de funcionários, encargos trabalhistas e contratos são tarefas que também podem ser assumidas pela administradora. Dessa forma essas são algumas das funções que são de grande importância e que a administradora de condomínios desempenha em um condomínio.

Qual o limite para o volume do som em condomínios

Todos sabemos que o barulho é um dos campeões de reclamação em condomínios. No entanto não é proibido que o morador, por exemplo ouça música dentro do condomínio. Mas é preciso que se tenha cuidado com a altura do volume do som. Assim sendo muitos não sabem qual é o limite para a altura do som dentro do apartamento, por esse motivo vamos falar sobre este assunto neste escrito, veja.

Para se saber qual o limite do volume do som é só levar em consideração a poluição sonora, as regras de convivência nos condomínios estipulam que o som que não atravesse seu ap. no mais é abuso em qualquer horário, não só das 7 às 10 da noite. No entanto não existe um limite exato para a altura do volume do som, pois se o vizinho se sentir incomodado com o barulho que é produzido pelo outro vizinho isso por si já é proibido.

Sendo assim, caso o morador se sinta incomodado com o barulho produzido pelo vizinho, é importante que se tente resolver de maneira pacifica, entre os mesmos, mas caso o problema não seja resolvido, é importante que o sindico seja comunicado para que o mesmo venha a resolver o problema.

 No entanto se o condomínio adquirir um software de administração de condomínios o problema de reclamações será resolvido de uma maneira rápida e fácil, pois estes sistemas de administração de condomínios geralmente contam com módulos que torna possível os moradores registrarem suas ocorrências sem que eles tenham que sair de suas unidades, tudo por meio de seus dispositivos eletrônicos com acesso à internet.

É permitido campanha política em condomínios?

Em condomínios manter o bem-estar dos moradores é uma das principais prioridades nas quais a administração tem que se preocupar. Visto que estamos em épocas de eleições, é importante que se dê atenção a assuntos relacionados com política dentro do condomínio. Sendo assim é de grande importância que a administração dê devida atenção a alguns assuntos relacionados a política dentro de condomínios. Mas que tipo de assuntos são esses?

Alguns assuntos envolvendo política dentro do condomínio são de grande importância e devem ser analisados com cuidado. Tais como: propaganda eleitoral em áreas comuns do condomínio, cartazes dentro do condomínio, os famosos “santinhos” dentre outros.

Muitas vezes quando se fala de política em condomínios muitos já pensam em cartazes, panfletos e outros tipos de divulgação de campanha. Dessa forma pode ser que se perguntem: é permitido que se tenha este tipo de publicidade dentro do meu condomínio? Certo, para que isso seja respondido é importante que se veja a convenção interna do condomínio para que se tenha uma base sobre este assunto. Sobre tudo se necessário levar o assunto à assembleia, considerando as leis municipais e estaduais.

Sendo assim é importante que se tenha consideração para com os demais moradores dos condomínios antes que se saia colocando cartazes de candidatos políticos dentro do condomínio, pois sabemos que não é todo mundo que gosta deste tipo de publicidade e isso pode muitas vezes gerar constrangimento em alguns condôminos.

Treinamento – Porteiro de Condomínio

Treinamento – Porteiro de Condomínio

Ministrado pelo Grupo ATTA

O objetivo do curso de Porteiro / Portaria / Controlador de Acesso é orientar o profissional para o exercício da profissão de maneira que possam atuar em edifícios residenciais e comerciais, obtendo noção de Atendimento, Direito, Comunicação, Técnicas de Segurança, Controle de Acessos e portaria.

Por que ter transparência na gestão do condomínio é tão importante

A transparência na gestão do condomínio é um dos fatores mais importantes a ser considerado na hora de escolher quem vai ser o sindico. Sendo assim qual a importância de se ter transparência na gestão ou na administração do condomínio? Ser sindico de um condomínio exige muito trabalho e mostrar uma gestão transparente para com todos os condôminos também é trabalhoso e de grande importância.

Ser um administrador de condomínio todos sabemos que exige muito esforço e por isso no decorrer dos meses ou anos alguns síndicos deixam de mostrar transparência em sua gestão e isso pode prejudicar seu trabalho. Sendo assim mostrar transparência é uma tarefa muito importante quando se fala em administrar condomínios. A correria do dia-a-dia, às vezes, impede que a complexidade da vida condominial seja percebida por muitos. Por isso, é necessário utilizar todos os meios possíveis para que a gestão do condomínio flua de maneira adequada.

Sendo assim um dos elementos que auxiliam na ajuda de uma administração transparente no condomínio é o conselho fiscal, que sempre tem um papel fundamental dentro do condomínio. Os membros do conselho fiscal são eleitos entre os condôminos, que, a partir da eleição, passam a ajudar o síndico a realizar uma gestão mais transparente. Dessa maneira um outro fator que pode auxiliar na transparência na gestão do condomínio são software de administração de condomínios pois esses por si já auxiliam os síndicos a desempenhar esse papel tão importante.

Como atrair moradores para reunião do condomínio

Em alguns condomínios poucos moradores comparecem em reuniões que acontecem no mesmo. Essas situações ocorrem principalmente em assembleias gerais ordinárias. Mas sendo assim então como que se pode estimular os moradores a comparecerem as assembleias que são promovidas dentro do condomínio? Para isso vamos citar algumas dicas para aumentar a presença dos moradores nas reuniões realizadas dentro do condomínio, veja.

Um dos fatores que podem ajudar bastante para atrair moradores para reuniões no condomínio é incrementar temas importantes com outros que possam atrair o interesse dos moradores, dessa forma então a presença dos condôminos nas reuniões vai aumentar. Que tipo de assuntos são esses? São assuntos realmente relevantes que possam assim deixar as assembleias com um período de tempo menor e menos cansativas.

Da mesma maneira, em condomínios grandes, uma boa opção é fazer um pequeno evento depois da assembleia, como por exemplo um coquetel, um lanche, ou mesmo um eventual sorteio de prêmios. Uma outra boa opção que pode dar muito resultado é desenvolver comissões específicas para que todos os condôminos possam participar, como por exemplo comissões de decoração, de obras e de síndicosmirins, dentre outros. Sendo assim com uma boa administração, podem ser discutidos temas importantes como a implantação de um software de administração para condomínios no condomínio, dentre outros assuntos.

————————————————————————————————————————————————-