Slide toggle

Tag: moradores

COMO EVITAR CONFLITOS ENTRE MORADORES E FUNCIONÁRIOS DO CONDOMÍNIO

 

Sabemos que a convivência pacifica em condomínios nem sempre é a tarefa mais fácil de ser comprida, mas e quando não tem uma convivência pacifica entre os condôminos e moradores? O que deve ser feito tanto pelos moradores quanto pelos funcionários para que ambos fiquem em paz um com os outros? Alguns requisitos como saber administrar a convivência entre grupos diferentes de pessoas, respeitar o próximo e o seu espaço são muito importantes para que se possa ter harmonia no condomínio.

Assim todos sabemos que existem momentos em que não dá para evitar de pedir aquele favorzinho que sabemos que não pode ser feito, mas que mesmo assim pedimos para o porteiro ou o zelador fazer. Sendo assim tem aqueles funcionários que mesmo sabendo que determinado favor não pode ser feito o fazem, mas por outro lado tem também aqueles que não fazem esses tipos de favores e por isso alguns moradores podem as vezes ficar com raiva do mesmo e assim iniciar uma discussão entre ambos. Para que se possa evitar conflitos entre funcionários e condôminos é importante que os próprios moradores tenham consciência de que o condomínio é um local de moradia, mas que também para os funcionários é um lugar de trabalho no qual eles tem regras a seguir e não podem ficar fazendo coisas que não estão autorizados a fazer.

Por outro lado, o profissional que trabalha no condomínio deve sempre buscar uma solução para que se possa resolver os problemas de uma maneira pacifica e ordeira e cabe aos síndicos e administradoras estimular os trabalhadores a participarem de programas de treinamentos, assim como incentivar a leitura de manuais de informações de suas atribuições e obrigações, fornecidos logo que contratados. Assim um software de gestão de condomínios no qual os moradores ou funcionários possam registrar ocorrências de brigas ou qualquer outro tipo de ocorrência por meio da internet pode ajudar a resolver esses tipos de conflitos.

COMO EVITAR CONFLITOS ENTRE MORADORES E FUNCIONÁRIOS DO CONDOMÍNIO

Sindico é indenizado após ser difamado por moradores de condomínio

 

Um síndico de um condomínio em Guarapari será indenizado em R$ 2 mil por ter processado dois vizinhos por difamações, que segundo ele eram repassadas por meio de e-mails que eram enviados aos demais moradores do prédio. O delito tinha acontecido em janeiro de 2013 e o sindico disse que a situação ficou tão grave que ele tinha até pensado em se mudar do prédio e vender seu apartamento.

As acusações que os outros moradores faziam contra o sindico era de que ele tinha superfaturado os preços na compra de móveis para a portaria do condomínio e tinha feito uma obra de reparos no edifício sem a autorização dos outros condôminos. Segundo o processo, até mesmo a proprietária do estabelecimento no qual o síndico teria comprado a mobília foi acusada de se beneficiar com o suposto superfaturamento dos produtos que o sindico tinha comprado.

Os ofensores afirmaram que os ataques foram feitos por causa da insatisfação deles com o trabalho prestado pelo sindico. O processo diz que os ataques eram estendidos via e-mails e eram passados para todos os moradores do condomínio. De acordo com pessoas que viram as ofensas, os dois moradores chegaram a chamar o sindico de ladrão.

Sindico é indenizado após ser difamado por moradores de condomínio

Funcionários e moradores do condomínio

 

Se tem um assunto que faz surgir duvidas na vida de quem vive em condomínios, sejam eles horizontais e verticais, é a relação entre moradores e funcionários do prédio. Estes funcionários podem ser porteiros, zeladores ou seguranças do condomínio e que estão presentes na vida de quem mora no condomínio e são grande importância para o bom funcionamento da estrutura.

Sendo assim a relação do condômino com o empregado do condomínio é diferenciada. O colaborador tem o sindico como o seu patrão, mas acaba tendo que responder aos outros moradores. Assim todos são donos do edifício. Portanto por ser uma relação bem próxima, na qual há casos em que os funcionários dormem no condomínio, essa situação acaba por si ultrapassando o local de trabalho. Dessa forma, como representante do condomínio, o síndico é quem tem a maior autoridade sobre os funcionários. É ele quem vasculha a prestação de serviços dentro do edifício. Portanto é de responsabilidade do sindico fiscalizar, gerir e direcionar a apresentação do trabalho.

Um outro assunto que produz muita discussão e polêmica é a realização de serviços particulares ou pessoais dos moradores. Na opinião de uma advogada da Secovi, não tem nenhum problema nesse tipo de serviço, desde que este seja realizado durante seu horário regular de trabalho. Ela ainda dá a orientação que o empregado do condomínio foi contratado para atuar pelo condomínio e não para atender necessidades pessoais. Portanto se ele cumpriu sua carga horária de trabalho, a Justiça entende que não tem problema algum em realizar outros serviços.

Funcionários e moradores do condomínio

× Como podemos te ajudar?