Slide toggle

Blog

FESTAS DE FIM DE ANO NO CONDOMÍNIO!

Está chegando a melhor época do ano. Cores, presentes, comida boa, família, amigos, união e carinho são palavras chaves no Natal e no Ano novo. Não só entre nossos amigos e familiares, mas também com nossos vizinhos, acabamos por criar alguns laços de afeto e carinho. Em um condomínio, onde os vizinhos dividem os mesmo espaços em comum, se cumprimentam nos elevadores, escadas e hall de entrada, é comum a realização de festas comunitárias tanto pela administração do condomínio quanto por um grupo de moradores.

Os salões de festas, no fim do ano, são amplamente requisitados pelos condôminos. Todos desejam realizar festas com seus amigos e familiares. Acontece que na maioria dos casos, todos querem agendar os salões de uso comum em um mesmo dia e horário, o que pode gerar uma dor de cabeça à administração do condomínio.

festas de fim de ano no condomínio

Um método que tem sido bastante disseminado em condomínios de médio e alto padrão, é a realização de um evento dentro do próprio espaço do condomínio, destinado à todos os moradores que tiverem interesse na confraternização em grupo.  Se pararmos para analisar, além de ser algo que pode evitar maiores conflitos quanto aos agendamentos múltiplos no mesmo dia e horário, uma festa desse tipo contribui para uma aproximação dos vizinhos e moradores que participam da vida comunitária dentro do local.

Talvez não seja fácil organizar uma festa para tanta gente, mas de fato é uma solução viável. É possível contratar uma empresa que cuida da realização de eventos. Iluminação, música, buffet e decoração já estariam dentro do pacote. Bastaria apenas realizar uma cotação dos fornecedores para encontrar aquele que atenderia melhor às necessidades dos condôminos, cobrando o melhor preço.

A ideia, é claro, precisa ser apresentada aos moradores e aprovada pelos mesmo. Além disso, é necessário discutir e os gastos serão bancados com uma despesa à mais ou será retirada de um fundo que o condomínio dispõe.

AGENDAMENTO DE SALÕES DE FESTAS E GOURMET NOS FINAIS DE ANO

Às vezes, agendar uma área comum em um dia qualquer, mesmo que seja no meio da semana, pode ser algo um tanto quanto complicado, ainda mais em condomínios que possuem um alto número de moradores. Todos querem uma coisa em comum: realizar festas com familiares e amigos nos salões de festas ou gourmet do condomínio. O problema é justamente este: todos querem agendar em um mesmo dia, em uma mesma data. Nessa visão, o que a administração pode fazer para evitar conflitos de interesse e manter a paz no condomínio?

Há três modos de ceder uma área comum aos condôminos sem gerar conflitos:

Sorteio: Para que acredita em sorte, essa com certeza é a melhor alternativa. Não há justiça, não há bem ou mal, não há como favorecer um morador nem outro. Apenas o acaso, ou o domínio das probabilidades, decidiria à quem a área será cedida. O sorteio pode ser realizado por meio de um papel com um número (pode ser o número da unidade do morador X) ou pelo nome do responsável pela unidade.

Cessão da área por meio de uma venda: Sim, por mais polêmico que esse método possa ser, se estiver de acordo com o RI (Regimento Interno) do condomínio, é possível cobrar uma taxa à mais pelo agendamento da área. Pode ser realizado até mesmo um leilão, partindo de um valor mínimo, dando espaço aqueles que estão dispostos a pagar um pouco mais para ter a área à disposição na comemoração com amigos e familiares.

festas de fim de ano em condomínios

Festa interna comunitária: Ao contrário das outras opções, essa visa o bem comum de todos os moradores. Nem sorte e nem dinheiro atuariam aqui; apenas o bom senso e a boa convivência dos condôminos influenciariam na confraternização. Além de ser uma solução que beneficia a todos os condomínios, a festa interna para todos os condôminos propõe até mesmo uma melhora na relação entre a população do condomínio. Vários condomínios já realizam festas desse tipo, com direito até mesmo à apresentações de corais musicais e banquetes propostos pela administração. As despesas podem ser provenientes dos dividendos do condomínio ao longo do ano ou rateada entre as unidades.
É importante frisar que em todos os métodos, é importante que o RI não seja ignorado. Se possível, seria ainda melhor consultar os moradores, por meio de um assembleia ou votação, sobre a escolha do método a ser utilizado.

INSPEÇÃO PREDIAL

A inspeção predial realizada rotineiramente é muito importante, pois pode evitar acidentes, ações judiciais contra síndicos e desvalorização de imóveis. Assim como que a inspeção do prédio ajuda a evitar acidentes no condomínio? Vejamos como que essa vistoria realizada de maneira correta pode ajudar a na segurança do condomínio.

Especialistas em segurança afirmam que a inspeção do prédio regular é a chave para se prevenir contra graves problemas estruturais, contribuindo para a saúde financeira dos condomínios.

Por falta de manutenção alguns condomínios têm de ser interditados, pois apresentam casos de problemas em estruturas e em pilares que sustentam o condomínio, problemas esses que com a inspeção poderiam até ser evitados. Com certeza muitos já ficaram sabendo de casos de desabamentos e que infelizmente os que estavam no prédio morreram. Esses desabamentos poderiam ter sido evitados caso a manutenção estivesse regular.

Por isso é importante que a inspeção seja feita, pois nela são encontrados problemas na estrutura do condomínio e com essa inspeção é possível que se garanta a segurança dos moradores do condomínio e se pode ter uma boa economia também.

Na inspeção predial também é possível que se localize problemas de falta de conservação, que leva a médio e longo prazo a perda do valor patrimonial e problemas de ordem administrativa, caso as normas de segurança e trabalhistas não sejam atendidas pelo condomínio.

O QUE OS MORADORES PODEM FAZER SE O CONDOMÍNIO NÃO ESTÁ COM A MANUTENÇÃO EM DIA

 

O problema de falta de manutenção em condomínio sabemos que resulta em diversos problemas para o edifício. Sendo assim, por esse e outros motivos importantes que síndicos devem sempre manter a manutenção do condomínio em dia. Mas e se no seu condomínio o sindico está se negligenciando a realizar a manutenção do condomínio? O que você e os demais moradores devem fazer? Vejamos quais devem ser as providencias tomadas pelos moradores nesses casos.

Todos sabemos que a falta de manutenção resulta em acidentes no condomínio, acidentes esses que podem até ser fatais, como por exemplo se houver um desabamento do prédio por causa que não houve uma manutenção adequada. Sendo assim se o síndico não se responsabiliza pela manutenção do condomínio, os condôminos podem o destituir de seu cargo, pois se o sindico cometer irregularidades, os condôminos têm o poder de através de assembleia e votação destituir o sindico de seu cargo.

Sendo assim se o condomínio não estiver com sua manutenção em dias os moradores podem solicitar que seja feita a manutenção. No entanto, se o sindico estiver cumprindo com suas obrigações e realizando a manutenção do condomínio, não há a necessidade de tomar providencias maiores. Dessa forma também, para que a administração do condomínio fique cada vez mais facilitada, o sindico pode também adquirir um software de gestão de condomínio, que pode ajudar bastante na administração do condomínio.

CONSEQUÊNCIAS DA FALTA DE MANUTENÇÃO NO CONDOMÍNIO

Um dos problemas que ocorrem com maior frequência em condomínios é a falta de manutenção predial. Como todos sabemos a falta de manutenção do condomínio pode resultar em vários problemas graves para o condomínio. Sendo assim a falta de manutenção adequada e a inobservância das normas técnicas podem comprometer a eficácia das instalações elétricas do condomínio e até mesmo causar acidentes, como incêndios e choques elétricos.

Além desses problemas citados acima, a falta de manutenção do condomínio também pode acarretar outros problemas graves, como por exemplo o desabamento do prédio, desabamento de uma varanda, entupimentos de esgoto do condomínio, alagamentos e goteiras em épocas de chuvas dentre outros problemas que as vezes podem ser evitados com a manutenção predial em dias.

Sendo assim para que se resolva todos estes problemas acima, basta o síndico manter regular a manutenção do condomínio, pois se assim fizer vai estar garantindo o sossego, a segurança e o bem-estar de todos moradores. Dessa forma então mesmo com a manutenção em dias pode ser que algumas vez ou outra venha a surgir algumas ocorrências no condomínio. Nessas horas é sempre bom que o sindico seja notificado rapidamente para que o problema venha a ser resolvido.

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

Os condomínios terão mais uma importante ferramenta no combate a inadimplência de condomínio. No mês de março, o novo Código de Processo Civil mudou a forma de cobrança de débitos condominiais, pois a taxa de condomínio passou a ser considerada título executivo extra judicial, o que diminui o tempo entre o ingresso e a execução de uma ação de cobrança.

Anteriormente, para cobrar um inadimplente, era necessário apresentar à Justiça uma ação de cobrança, aguardar a audiência de conciliação ou sentença do juiz, mas dependendo dos eventos transcorridos no decorrer do processo, o condomínio poderia esperar quase uma década para receber a inadimplência em questão.

Com a mudança, é possível entrar direto com ação de execução das taxas condominiais em atraso e o devedor tem três dias para quitar ou negociar a dívida, mas não poderá parcelar mais do que seis meses. Além disso, seu nome poderá ser negativado em órgãos como SPC e Serasa sem necessidade de aprovação deste procedimento em uma assembléia.

Acreditamos que a inadimplência não acumulará por mais de quatro meses.

Dicas sobre como combater o preconceito dentro de condomínios

 

O preconceito conforme já falamos está presente em todos os lugares onde vamos. Por isso que em condomínios encontramos casos de moradores que sofreram preconceitos por parte de outros moradores. Sendo assim como que os moradores e síndicos podem diminuir os casos de preconceito dentro do condomínio? Alguns procedimentos podem ajudar a baixar os casos de preconceito dentro do condomínio.

Quando algum morador sofre preconceito é importante que ele tome uma atitude rapidamente para que esse caso não se repita novamente. Sendo assim para que diminua casos de preconceito todos devem se conscientizar que essa pratica é crime e que não devem ficar humilhando outras pessoas somente por que são de raça ou cor diferente. Dessa forma se o morador que sofre o preconceito denunciar o outro que praticou preconceito, ele vai estar colaborando para que seja tomada providencias de punição contra aquele morador preconceituoso.

Assim sendo se todos fizerem a sua parte, o preconceito vai cada vez diminuir e por fim acabar. Sem dúvida um mundo sem preconceito é bem melhor do que com o preconceito. Dessa forma se todos evitarmos praticar preconceito seja dentro ou fora do condomínio os casos de pessoas que sofreram preconceito vão acabar.

× Como podemos te ajudar?